Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘comportamento’ Category

Escrito por Karen Neugebauer Yamada 

e enviado por Nerval da Costa 

“Muito tem se falado a respeito da ‘ditadura’ no Brasil, que muitos eram torturados, aliás, esses que reclamam das torturas são os mesmos que estão no poder e que de forma direta estão matando o povo brasileiro!

Eu vivi o final da ‘ditadura’, estudei em grupo escolar e ginásio estadual, onde não havia diferença entre filho de rico ou filho de pobre; todas as crianças do bairro estudavam na mesma escola. 

Aprendi no 1o grau o que hoje não se ensina no 2o. A ordem, quando chegava algum colega de uma escola particular, era: “Estuda mesmo, senão você vai repetir”!… E repetíamos sim, por um décimo de ponto! Só passava de ano se soubesse a matéria na ‘ponta da língua’.

Nas aulas de História aprendíamos sobre as grandes civilizações da antiguidade, a história do mundo, as grandes invenções, descobertas e conquistas da humanidade… não sobre a União Soviética.

Nas aulas de Geografia estudávamos o mapa mundi, tipos de solo, distribuição demográfica, agricultura e pecuária. Sabíamos todas as capitais do mundo… não o tamanho territorial dos países comunistas. Estudávamos, além das matérias clássicas, religião, música, espanhol, inglês, francês, desenho, geometria, artes, Educação Moral e Cívica e OSPB (onde aprendemos os verdadeiros valores civis).

Nas ruas andávamos com tranquilidade, não existia esta violência que nos consome. Drogas?! Tudo se resumia à maconha, que nós sabíamos que existia, mas não fazia parte de nossas vidas. Nosso lado rebelde se resumia a dar uma tragada rapidinha em algum cigarro “comunitário” no banheiro da escola e ouvir “Je t’aime moi non plus” escondido.

Nos levantávamos quando o professor entrava na classe. Sabíamos o Hino Nacional inteirinho! Ir para a diretoria era uma vergonha… Responder aos pais e professores? Nem pensar!

Apanhávamos sim, e muito (minha mãe tinha até um “rabo de Tatu”, uma espécie de chicotinho), e nem por isso ficamos traumatizados. Por falar em traumas, sabia que em todos os colégios havia uma psicóloga para alunos estressados? Sabe que tínhamos dentistas nos colégios? Na infância, meus dentes foram tratados assim. Havia também a merenda escolar para todos os alunos, e até hoje eu sinto o cheiro delicioso do recreio. 

Em casa, depois da janta, lá pelas 8 horas, nós, as crianças da rua, nos reuníamos para jogar ‘queimada’, e a turma ia aumentado a cada minuto. Enquanto isto, no portão, nossos pais conversavam com algum vizinho. A brincadeira podia se estender até às 11 horas ou terminar a qualquer momento, bastando as mães chamarem pelo nome, seguido de um “já prá dentro!”

Ninguém reclamava, todos obedeciam na hora! De manhã bastava abrir a porta e pegar o pão e o leite encostadinhos no batente. Eram entregues de madrugada pelo leiteiro, e nunca roubados, apesar dos portões baixinhos e somente encostados. Tínhamos hora marcada para chegar, e hora marcada para ligar para casa ou para o fone de algum vizinho, avisando que estava tudo bem durante nossa saída. E ái se não ligássemos!

Mesmo com nossos 20 anos tínhamos hora para voltar. Respeitávamos nossos pais e mesmo querendo bater o pé ninguém desobedecia. Todos nós fazíamos nossos programas e passeios, mas 11 da noite era a hora limite para estarmos em casa. Hoje, qualquer criança de 15 anos está saindo à meia noite sem hora para chegar. E ái dos pais que disserem não… vão apanhar dos filhos, graças ao maldito ECA (Estatuto da Criança e Adolescente)!

Éramos assaltados sim, mas bastava gritar “pega ladrão” e o bandido estaria longe em um segundo. Nas ruas o patrulhamento era constante, dia e noite… cruzávamos com a polícia a cada esquina. Traficantes na porta da escola e na favela? Nunca! A favela era o lugar onde moravam os mais pobres, os que não tinham uma casa de verdade; mas entrávamos e saíamos dela a qualquer momento, pois muitos amiguinhos e colegas de classe moravam lá.

Estudávamos muito para entrar numa faculdade. Cotas? De jeito nenhum, isso não existia. O que valia era o “estudou, passou”… o governo não dava este tipo de esmola preconceituosa e racista. Negros e brancos sempre tiveram a mesma capacidade intelectual mas, em minha opinião, os negros ganhavam dos brancos por seu espetacular condicionamento físico, além de seus dentes lindos e fortes. 

Aprendemos respeitar os mais velhos, respeito à hierarquia familiar, escolar e social. Havia a censura sim, mas isto não nos afetava… éramos uma família comum, vivendo num bairro comum, com outras pessoas comuns. Eu ouvia falar, mas nunca conheci alguém que tenha sofrido por causa dos militares… creio que por não termos qualquer contato com guerrilheiros, comunistas e terroristas.

E assim foi o “negro” (?) período da “Ditadura Militar” em nosso Brasil. Muitos temeram? Claro que sim, os mesmos que hoje nos ameaçam com a fome, a miséria, o despojamento de nossos bens, a retirada de nosso direito de ir e vir, a violência, a incultura, o impedimento de nossa fé, a imoralidade, a mentira e o despudor!

Então pense bem no passado verde e amarelo e no futuro ameaçado que poderá ser vermelho!”
Minha consideração 
Eu vi também esta época e não tem comparação com este momento histórico contemporâneo. 

Vivemos sob uma DITADURA SOCIALISTA disfarçada de democracia, e temo pelos nossos filhos e netos que não conheceram a vida que tivemos no regime militar.

Por isto publiquei este texto enviado a mim pelo amigo Nerval da Costa, a fim de deixar registrado o passado que tivemos e que fique no imaginário coletivo o sabor do que não volta mais, exceto se todos nós cristãos brasileiros lutarmos com ‘unhas e dentes’ para remover este SOCIALISMO BOLIVARIANO do Brasil! 

Falarmos com cada irmão da igreja, amigo do bairro, trabalho, escola, parente, que venham às ruas dia 31 de Julho, gritar 

pelo impeachment Dilma Rousseff!;

pelo impeachment deste STF bolivariano;

pela cassação dos partidos socialistas e comunistas anticristãos no Brasil; e

pela intervenção militar constitucional até que tenhamos varrido está choldra do nosso país varonil, verde e amarelo, cristão e sem lutas de classes, solidário, como sempre foi. 

Faça como a irmã Karen Neugebauer Yamada e não tenha medo de mostrar sua posição contrária a esta decadência que fomos mergulhados! 

Compartilhe este texto aos amigos. Deus abençoe esta nação!  

Anúncios

Read Full Post »

As lágrimas de Júlio

BrPVK4KIQAAiifN

 

Nos últimos dias ouvi e li muitas coisas sobre o choro do goleiro Júlio César, menos que ele é um ser humano e que chorar ou marejar os olhos é humano.
Vivemos numa época em que os indivíduos tendem a sepultar os sentimentos e tornar as pessoas robotizadas, desprovidas de emoções, principalmente neste contexto socialista e por causa desta imprensa hipócrita que temos no Brasil e, talvez, no mundo.
O perfil imposto por esta ideologia marxista sem sentido do ‘politicamente correto’ predomina na cultura diabólica do final dos dias e as emoções do sujeito devem se enquadrar neste invólucro falso e esterilizado, para se apresentar mecanizado aos demais seres castrados da sociedade pela televisão ou meios de comunicação.
Cultura que subitamente julga e sentencia uma pessoa sem se importar com sua história, mas apenas por aquele momento ou por uma frase que este indivíduo proferiu. Todo trabalho de uma pessoa pode ser descartado por causa de um erro segundo esta cultura marxista.
Na eliminação da Copa de 2010, por exemplo, o goleiro foi trucidado por esta crítica impiedosa, maldosa, que não se importou com a família ou com os sentimentos do ser humano detrás do profissional. Sem se importar com as lágrimas do Júlio.
Sonhos, sinceridade, amor, dedicação, profissionalismo, etc. são jogados na vala comum do socialismo ou do marxismo cultural, quase da mesma forma que milhões de seres humanos foram enterrados como indigentes pelo ditador Stálin, na falida URSS.
Esta opinião pública impiedosa fez a mesma coisa com Feliciano, recentemente, por causa de uma frase postada no Twitter. Comentar algo bíblico que foi mortal à ideologia cultural marxista do politicamente correto foi seu ‘erro’. A imprensa inescrupulosa queria acabar com o pastor deputado.
Levianos também foram com Rachel, a jornalista que expôs os seus sentimentos e a revolta popular com um menor marginal recorrente, e que o povo o prendeu ao poste. Ela exprimiu com fidelidade o que as pessoas estavam sentindo com a sensação de impunidade nesta sociedade de cultura marxista, onde os bandidos são tratados melhor que as pessoas de bem. A polícia prende e a Justiça solta.
Ela foi alvejada por políticos de esquerda e parte leviana desta imprensa que queriam destruir sua carreira ou que fosse demitida da emissora por causa de sua opinião.
Não vimos Feliciano e Sheherazade chorarem, assim como não vimos Júlio de 2010 até agora, mas ele disse que chorou, e certamente os outros também irão dizer um dia que choraram. Os destruidores de seres humanos não o queriam mais na seleção brasileira, pois eles destroem vidas e famílias inteiras, não apenas carreiras.
Ele dizer que deu a volta por cima foi ofuscado por suas lágrimas. O queriam enterrado no cemitério da derrota. Muitos desta imprensa maldita estavam alegres e disseram com frases bem torneadas que ‘ele joga num time sem expressão’. Nitidamente destilaram sua inveja e ódio quando viram as lágrimas sendo veiculadas em rede nacional e mundial. Lágrimas brotando ao vivo de olhos humanos e que não puderam ser editadas e reprimidas por causa da imprensa robotizada. Idiotizada. Desumanizada.
A crítica viu ele ressuscitar e procurou atacar as lágrimas, não havendo mais o que alvejar. Tenta esconder sua incompetência e sua miopia distante da realidade atacando quem tem competência. E a competência do goleiro foi exemplar em tudo, inclusive em se levantar, bater a poeira e dar a volta por cima. Erguer a cabeça.
Errar é humano. Blatter disse isto ontem.
O que é desumano é o politicamente correto. É o que fizeram com Feliciano e Rachel, que também deram a volta por cima, porque são competentes. Vê-los em evidência é uma derrota aos inimigos da humanidade.
Esta cultura diabólica que tenta sepultar a beleza do ser humano é que deve ser sepultada. Este marxismo cultural do politicamente correto é que deve acabar, não as lágrimas de quem errou e superou. Caiu e levantou. Sofreu e venceu. Não é o ser humano imagem e semelhança de Deus, mas o ser desumano recriado por Marx, insensível, hipócrita, invejoso, manipulador, diabólico que deve acabar.
Muitos choraram com Júlio quando lembrou o que passou com a família. As lágrimas de Júlio, são as de Feliciano, de Rachel, as suas, as minhas…
Não permita que este socialismo destruidor de sonhos e carreiras acabe com suas lágrimas, com a sua humanidade. Siga o exemplo de pessoas que venceram esta cultura e não deixaram se robotizar por esta mídia maligna. Faça a diferença.

Read Full Post »

Recebi esta manhã a grata notícia de que os esforços do povo de Deus, a família cristã e tradicional está reagindo e obtendo vitória no ambiente legislativo dentro da OEA. Veja o teor da carta, intitulada originalmente: Os lobbies LGBT e abortista foram freados na OEA!‏

 

“Olá, Pr. Salomão!

Escrevo para lhe contar um pouco como foi a 44ª Assembleia Geral da OEA, que tive a oportunidade de presenciar. O texto é um pouco longo, mas vale a pena lê-lo até o final! O relato foi redigido por meu amigo Luis Losada, nosso diretor de campanhas para língua espanhola.

A Organização de Estados Americanos (OEA) vinha há seis anos aplicando a agenda gay em suas assembleias gerais. Não obstante, na 44ª Assembleia Geral realizada entre os dias 3 e 5 Junho em Assunção (Paraguai) o lobby LGBT sofreu a primeira freada.

O secretário geral da OEA, José Miguel Insulza, reconheceu que impor a agenda LGBT “só acrescenta mais atrito”. O mesmo disse em relação ao aborto. Por isso recomendou que cada país se defina conforme os seus próprios critérios a respeito desses temas mais polêmicos…

Onze países mostraram suas reservas em relação à resolução proposta por Brasil, Uruguai e Argentina. É verdade que o texto não mencionava explicitamente o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo e a adoção, mas isso estava implícito. Concretamente, pedia-se o seguinte aos governos:

“Eliminar as barreiras que os homossexuais, bissexuais e transexuais enfrentam no acesso equitativo à participação política e outros âmbitos da vida pública, assim como evitar inferências em sua vida privada”.

Muitas delegações mostraram seu temor de que se fosse aprovada a resolução impulsionada por Brasil, Argentina e Uruguai, os países que não legalizassem o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo seriam penalizados.

O representante da Guatemala esclareceu o seguinte:

O meu país declara que promove e defende os direitos humanos e, com relação às disposições desta resolução, não discrimina por qualquer razão, por motivos de raça, credo, sexo, etc. Não obstante, Guatemala considera que legalmente não reconhece o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo, e isso não constitui uma prática discriminatória.

O representante do Equador manifestou-se na mesma linha. Jamaica, por sua vez, advertiu que a proposta do lobby LGBT é “ambígua e impõe um sistema de valores sobre outro”. O Suriname também encontrou “certos problemas” no texto. São Vicente e Granadinas manifestou-se contrário ao termo “expressão de gênero”.

Até os Estados Unidos mostraram reservas! O país considera que a aprovação de resolução colocaria sob suspeita o sistema universal de Direitos Humanos. Além disso, assinalou suas reticências com relação à estratégia da OEA de tratar de impor a agenda LGBT aos Estados membros.

“Este país tem se oposto constantemente à negociação de novos instrumentos legalmente vinculantes. Reiteramos a nossa preocupação há muito tempo com esse exercício dentro da OEA e as convenções resultantes”.

Estes foram os países que mostraram as suas reservas: Paraguai, Equador, Guatemala, Honduras, São Vicente e Granadinas, Belize, Guiana, Trinidad e Tobago, Suriname e Barbados. Só Brasil, Uruguai e Argentina asseguraram que ratificarão o texto na convenção.

Trata-se de um verdadeiro revés para os lobbies LGBT e abortista, que há seis anos vinha impondo sua agenda na OEA. Nunca uma resposta tão clara e numerosa havia sido dada.

CitizenGO colaborou com essa vitória por meio de uma campanha que contou com mais de 46.000 assinaturas dos países de língua espanhola, gerando mais de um milhão e meio de comunicações enviadas aos embaixadores.  A mudança também foi possível graças a organizações pan-americanas como Human Life International, Observatório Interamericano de Biopolítica Alliance Defending Freedom, Population Research Institute, Observatório Católico, Alianza Latino-americana de Família, Generaciójn Pro-vida e tantas outras, como o World Congress of Families, que se mobilizaram em defesa do matrimônio, da vida e da família.

Veja aqui um registro da entrega das assinaturas ao Chanceler do Paraguai:

 

Imagem

 

 

Mas sem dúvida alguma, tudo isso não teria sido possível sem a participação ativa do Paraguai. Os movimentos pró-vida e pró-família desse país foram os grandes motores dessa mobilização, que levou também mais de 20.000 pessoas às ruas em plenas segunda e terça-feira! A Igreja Católica e os evangélicos também mobilizaram os seus membros para defenderem a vida e a família. O Parlamento e o Senado mostraram claramente seu rechaço à resolução brasileira.

O fato de o país anfitrião da Assembleia Geral ter sido contra a agenda abortista e LGBT foi fundamental para que, pela primeira vez, os lobbies LGBT e abortista fossem freados e impedidos de impor seus privilégios e seu modelo de sociedade. Obrigado Paraguai!


Logo mais escreverei para falar sobre algumas das nossas petições mais recentes.

Obrigado por seu apoio e sua atenção, Pr. Salomão.

Um forte abraço.

Guilherme Ferreira e toda a equipe de CitizenGO.”


 

Meus comentários

 

Eu acredito que os cristãos precisam e deve se levantar ainda mais contra o espírito do anticristo com sua agenda gay e com aborto, além de outras ferramentas para destruir a família tradicional e a heteronormatividade, como eles apregoam.

Ora, o cristianismo ocidental da forma que se propôs é um mecanismo fértil para o socialismo que viu na América Latina ambiente propício para fecundar e crescer sem nenhuma resistência!

Este cristianismo de quintal, que se caracteriza em cada igreja olhar para o seu próprio umbigo e abandonar o contexto todo onde está inserida é vergonhoso e expôs sua inutilidade!

Desta forma, este cristianismo de quintal deu a Satanás um poderio que ele não encontrou em outros continentes que defendem suas religiões e suas culturas, como os japoneses e os árabes, por exemplo, além de outros.

Precisamos ir mais adiante! Vamos defender com unhas e dentes o futuro dos nossos filhos ou este rincão onde moramos! A nossa cultura cristã e de família deve ser preservada com todo o nosso esforço!

Agradeço ao Guilherme Ferreira e toda a equipe de CitizenGO que tem apoiado esta causa nobre da família cristã e do nascimento sem interrupção do aborto. Que Deus continue ajudando a cada um de nós!

Amém.


 

CitizenGO é uma plataforma de participação cidadã que trabalha para defender a vida, a família e as liberdades fundamentais em todo o mundo. Para saber mais sobre CitizenGO, clique aqui,ou siga-nos via Facebook ouTwitter.

 

Read Full Post »

Outra derrota para gay ‘casamento’ na Irlanda do Norte

“POR COLIN KERR

Mon 05 de maio de 2014 15:31 EST

Belfast, Irlanda do Norte, 05 de maio de 2014 (LifeSiteNews.com)

A medida para introduzir “casamento de pessoas do mesmo sexo” na Irlanda do Norte, mais uma vez não foi aprovada, tornando-se a única jurisdição na Grã-Bretanha a ter resistido à tendência de redefinir a instituição do casamento.

É a terceira vez nos últimos 18 meses, que a Assembleia da Irlanda do Norte rejeitou legislação “casamento” do mesmo sexo. O projeto de lei foi introduzido na última Assembleia da Irlanda do Norte em abril passado, quando perdeu por um voto 53-42. Seis meses antes, em outubro de 2012, ela perdeu 50-42.

Assembléia da Irlanda do Norte

Imagem

O partido Sinn Féin apresentou a moção que foi apoiado pelo Partido Social Democrata e Partido Trabalhista (SDLP). Os Unionistas do Ulster e unionistas democratas se opuseram. Sinn Fein detém atualmente 29 dos 108 assentos da Assembleia, enquanto os unionistas democratas detêm 38.

Os partidos unionistas foram ajudados tanto pela Igreja Anglicana da Irlanda e Igreja Católica, que fez declarações a favor da manutenção do casamento como ele é.

O segundo movimento também havia sido introduzido por Sinn Féin e, da mesma forma, foi derrotado por unionistas democratas. Os partidos menores SDLP, Aliança e verde tinham apoiado os movimentos Sinn Féin.

O movimento de outubro de 2012 foi introduzida pelo Partido Verde de extrema-esquerda e foi apoiado pelo Sinn Féin.

Neste caso de voto da semana passada, uma vez que o Partido Democrático Unionista introduziu uma “petição de preocupação”, que obrigou o movimento a alcançar o apoio de todos os partidos a pelo menos “50 por cento mais um” voto de maioria simples, não teria conseguido.

Um aspecto novo de regras legislativas da Irlanda do Norte inclui um procedimento onde um grupo de 30 membros da Assembleia pode “apresentar um pedido ao Presidente para um voto particular a ser tomada numa base cross-comunidade.” As comunidades significam aqui sindicalistas e nacionalistas separatistas (irlandês).

Devido a esse detalhe processual, é muito improvável que a lei vai mudar sobre o assunto antes da próxima eleição prevista para 2016, uma vez que o único partido na Assembleia da Irlanda do Norte, com mais de 30 membros é firmemente contra mudar a lei do casamento.

No entanto, uma grande quantidade de pressão é exercida sobre o pequeno país tanto internacionalmente como no Reino Unido.

Dos quatro países do Reino Unido, é a única que não reconheceu, ou não está no processo de reconhecimento, o “casamento” homossexual.

A Anistia Internacional tomou um forte interesse no assunto e acredita que é apenas uma questão de tempo até que a lei seja alterada por uma imposição dos tribunais.”

Read Full Post »

“O chip é um circuito integrado utilizado no tecido subcutâneo . Os microchips são aproximadamente do tamanho de um grão de arroz e baseiam-se numa tecnologia NWO passiva . Os microchips são particularmente úteis no caso de sequestro ou desaparecimento de crianças . Muitos países já utilizam e exigem o microchip em conjunto para a vacinação.
A partir de maio de 2014, em toda a Europa , a obrigação de apresentar as crianças para instalar o microchip sob a pele , que deve ser aplicado em hospitais públicos no momento do nascimento . O chip em questão é fornecido , bem como uma folha de dados com informações sobre o (nome, tipo sanguíneo , data de nascimento , etc ) indivíduo também é um detector de GPS poderoso que vai funcionar com uma bateria de micro- substituível a cada 2 anos nos hospitais estaduais. O chip de GPS está dentro da nova geração e , por conseguinte, permite uma margem de erro de detecção igual ou inferior a 5 metros . Vai ser conectado diretamente a um satélite, que irá gerenciar as conexões . Quem quiser , pode ser implantado gratuitamente (ou implantar seus filhos ) microchip , embora nascido / a primeiro de maio de 2014, o preenchimento de um formulário de pedido de adesão da ASL . O CCCP (Comitê Consultivo para o Controle da População ) levou em conta a instalação obrigatória para os cidadãos nascidos antes dessa data , mas que não se materializa antes de 2017. A instalação será totalmente indoloregrazie para o facto de o chip ser implantado sob a pele no cotovelo esquerdo , sem diterminazioni nervo .
Finalmente uma boa notícia do mundo da tecnologia. Com este chip , finalmente , vai evitar todos os casos discomparsa ou seqüestros que têm perturbado o mundo em todos estes anos. Também será possível , graças a essa tecnologia, no futuro,
controlar facilmente todos os criminosos em geral.” (tradução do Google do texto original “Microchip obbligatorio per tutti i Neonati da Maggio 2014” By  Updated: dicembre 15, 2013 © Riproduzione Riservata CORRIEREDIROMA.IT)

Image

Read Full Post »

31331-dsfsdcsdcds-620x0-1

O midiático casamento gay de Daniela Mercury com a jornalista Malu Verçosa teve um princípio glamoroso, e todos os meios de comunicação de massa que primam contra os princípios cristãos de família homem e mulher veicularam com êxtase a relação sodomita.

O Portal Uol, que mantém uma coluna gay virtual, ficou em polvorosa e narrou que “Mercury está separada desde novembro de 2012 do publicitário italiano Marco Scabia, após três anos de união. Com o empresário, ela adotou três meninas: Ana Isabel, 2, Ana Alice, 10 e Márcia, 13. Após o fim da união, a estrela voltou a morar em Salvador. A cantora também é mãe de Giovana, 25, e Gabriel, 26, frutos de seu primeiro casamento, com Zalther Povoas”. Leia mais aqui.

Num momento em que os jornais e revistas estavam bombardeando o Deputado Pastor Marco Feliciano por nada, visto que se defendeu das acusações escusas de seus contrários, Daniela anuncia esta união homossexual: “Eu comuniquei meu casamento com Malu para tratar com a mesma naturalidade que tratei outras relações. É uma postura afirmativa da minha liberdade e uma forma de mostrar minha visão de mundo. Numa época em que temos um Feliciano desrespeitando os direitos humanos, grito o meu amor aos 7 ventos. Quem sabe haja ainda alguma lucidez no Congresso Brasileiro!”

No Dia dos Namorados, a mídia de cunho esquerdista trouxe a cobertura deste casamento gay como se fosse a última palavra em relacionamento e a própria receita de felicidade na face da Terra. Em meio a fotos sorridentes, que espelhavam alegria, a mídia não retratou se os filhos de Daniela estavam sofrendo ou se foi justo o que fez com o ex-marido.

Não. O que interessa é a disseminação do abominável relacionamento sodomita que as Escrituras condenam veementemente, porém a imprensa gayzista prefere perseguir os cristãos para calar os que ainda apregoam a Bíblia como ela é.

Mas Deus é justo e não falha. Feliciano ficou na CDHM mais forte do que entrou. A imprensa calou-se porque viu que ela não pode mais do que Deus. O movimento LGBT ficou latindo como cachorro, mas a caravana passou. E o amor doente de uma mulher por outra mulher acabou.

Seria trágico se não fosse midiático!

Uma mulher que deixou marido e filhos e tomou a mulher de um relacionamento gay que ela já estava para tentar ser feliz. O homossexualismo é desumano, porque é contrário à natureza humana e vai contra os direitos dos humanos de procriação e de serem felizes na plenitude que Deus criou. Não tem lucidez alguma e não adiantou gritar aos 7 ventos um amor de verniz que alegrou a mídia sodomita.

A felicidade gay é passageira. Ninguém contou esta história. A mídia colocou debaixo de um grande tapete as desilusões e desventuras do homossexualismo.

Por isto o fim não foi tão midiático assim como no começo deste casamento gay.

E nós, cristãos, perdoamos a Daniela Mercury e a jornalista Malu Verçosa por seus erros crassos, desejando que conheçam ao nosso Deus para preencherem o vácuo existencial, que está além do axé e do Pelourinho. É uma alegria vitoriosa em Jesus Cristo que nada pode apagar.

Em nome de Jesus, desejo de todo o meu coração que os homossexuais deste país se convertam, cheguem ao conhecimento da verdade e tirem com alegria águas das fontes da salvação (Isaías 12:3).

pl122

Read Full Post »

Muito procedente este post do Luciano Ayan, que trouxe este vídeo cuja expressão emite opinião densa embasada numa crítica conclusiva do atual movimento de fachada pelo não aumento da tarifa do transporte público.
Trata-se de uma denúncia das últimas quatro décadas no Brasil, em que os esquerdopatas cultivaram a mente dos estudantes para o socialismo através dos professores infiltrados meticulosamente na rede pública de ensino. Uma verdadeira lavagem cerebral em uma indústria de socialistas e “idiotas úteis”, como disse o vídeo.
Esta manifestação é uma espada de dois gumes, onde por um lado começou legítima, mas por outro, tornou-se leviana e a serviço da própria esquerda que está no poder. E que está ressuscitando a inflação que causou o referido aumento da tarifa.
Ora, a revolta da população é legítima, mas o foco foi contaminado por interesses políticos destes esquerdistas do PT, PC do B, PSTU, PCO, MST, UNE, entre outros que querem o Governo de São Paulo, que está com o PSDB, que é oposição.
Não obstante, a voz efeminada do apresentador, que eu particularmente detesto (pois acho que homem tem que falar como homem – simples assim!), o vídeo vale a pena ser visto e questionado em toadas as facetas, porque mostra o jogo de espelhos do PT, onde ele mesmo provocou a corrupção jamais vista neste país, e ele mesmo é a oposição. Este movimento denota uma capacidade de absorver as revoltas populares contrárias a ele mesmo, e canalizá-las a outro foco.
Ele é o médico e o monstro ao mesmo tempo.
Os cristãos não devem estar sendo levados como massa de manobra pelo PT e seus enteados.


@
Achei sensacional que no vídeo acima, transcrevendo o brilhante texto de Felipe Moura Brasil escrito para o Mídia sem Máscara, foi utilizada a simbologia do Anonymous.

Se muitos dizem que o personagem Guy Fawkes (da série V de Vendetta) representa a luta contra a tirania, a denúncia aos esquerdistas e seus zumbis é a que melhor se adequa a este símbolo.

Em tempo, visitem o canal do YouTube Esquerda Burra.

Ver o post original

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: